Pular para o conteúdo principal
Cultura...
 
 

O Pará possui um vasto acervo cultural, resultado do encontro dos colonizadores portugueses, do índio e do negro africano. Dessa mistura surgiu a gastronomia mais autêntica do Brasil, retratada pelo pato no tucupi, a maniçoba, o tacacá, o peixe-frito com açaí dentre outros sabores da floresta. As emocionantes manifestações religiosas, vividas durante o Círio de Nazaré, a Marujada, o Círio noturno de Santo Antônio e o Çairé são experiências inesquecíveis que o visitante não pode perder, assim como os diversos eventos folclóricos, comemorados nos diversos municípios do estado, como os festivais dos botos (Santarém), das tribos (Juruti), do carimbó (Marapanim), mostrando toda a alegria das festas populares, sem esquecer dos ritmos contagiantes do carimbó, siriá, retumbão, guitarrada, calypso, tecnobrega e muto mais, fazendo do povo um dos mais festivos do Brasil.

BELÉM   |   TAPAJÓS   |   MARAJÓ   |   AMAZÔNIA ATLÂNTICA   |   XINGU   |   ARAGUAIA-TOCANTINS  

No polo Belém temos um vasto patrimônio arquitetônico, advindo da colonização portuguesa no auge da borracha. A riqueza cultural não está somente nos prédios e monumentos, está na devoção religiosa vivenciada no Círio de Nazaré, na gastronomia autêntica, no artesanato diversificado e através da música erudita e dos ritmos contagiantes do carimbó, guitarrada e tecnobrega.

região belém

No polo Tapajós a herança indígena é vista na refinada cerâmica tapajônica, artesanato e nas lendas e mitos, assim como na rica gastronomia com peixes de água doce e frutas regionais, na música e na dança além dos índios, temos influência dos negros e portugueses, assim como a arquitetura colonial e a devoção religiosa, presentes em homenagens ao Divino, Santos e Santas, são muito significativas.

tapajós região

No polo Marajó a cultura é marcante, da culinária típica, da carne de búfalo, turu (molusco), peixes e frutas regionais ao artesanato, como, a cerâmica marajoara, , peças em couro, madeira, cestaria e cuias . A música e a dança como o carimbó e o lundu expressam as tradições e o cotidiano do povo marajoara.

região marajó

No polo Amazônia Atlântica estão as cidades mais antigas do Pará e com elas um enorme patrimônio histórico e arquitetônico. Várias manifestações populares religiosas e profanas, herdadas dos índios, negros e portuguêses. A culinária desses locais, baseadas em peixes de água doce e salgada, mariscos e frutas regionais é outro atrativo importante.

amazonia cultura

O Polo Xingu abriga as maiores reservas indígenas do Pará, onde vivem conforme os preceitos de cada etnia. Esses povos tradicionais possuem um rico e diversificado patrimônio cultural, representado pela dança, música, alimentação, oralidade, rituais religiosos, pintura corporal e no artesanato feito em cerâmica, fibras, sementes, madeira e arte plumária.

xingu região

O Polo Araguaia-Tocantins possui uma identidade forte, que se faz presente na gastronomia, nas manifestações populares e religiosas, incorporadas dos índios, negros e portugueses, além do rico patrimônio histórico e arquitetônico, observados em monumentos e praças. A cultura dos rodeios, cavalgadas e feiras agropecuárias também podem ser vistas nesse Polo.

Araguaia tocantis região